MySpace
     Rodrigo Bueno
     Renata Simões
     Xico Sá
     Carol Ramos
     João Wainer
     Marcos Vilas Boas
     Felipe Morozini
     Viuva Porcina
     Bárbara Eugênia
     Gustavo Guimarães
     Tato Zonzini
     Lelena César
     Bianca Barbato
     Caco Ishak
     Fernão Ciampa
     Sérgio Vaz
     Agência Cartaz
     Ronaldo Bressane
     Guaciara
     Choque Cultural
     Radiola Urbana
     Selo Instituto
     Lost Art
     Laborg
     Embolex
     Zeitgeist, o filme
     camilesproess@gmail.com





    Desconstruir a Existência


    Pata de ganso

    Negras são as nuvens ameaçadoras, e perturbadas as águas profundas, quando o mar do pensamento, ao primeiro sacudir de sua calma, atira para cima os seus mortos. 

    (Charles Dickens em Vento Noturno)


     

    Venha por fora ver o de dentro, entre as lâminas de um corpo aberto, celeste. Venha olhar o olhar cru cortante de uma mulher que faz quem olha se sentir sempre imbecil. A tirania do olhar é suprema, esfuziante, e no entanto ela não mora na dona do olhar, que pela lógica seria a tirana. Dentro da dona do olhar há o nó dos que enxergam como se pela primeira vez, o significado desmascarado, as gentes sem externas; títulos, diplomas, sobrenomes. Feitos heróicos para quem, não importa. Sob aqueles olhos não há parecência, passado. Vestes, valor, vaidade. Classe, gênero, idade. Sexo, nudez ou pudores. 


    Mas há o cansaço guindado mais alto que os gusanos do tempo, que se arrastam cegos há séculos na terra e pairam solos perto dos loucos do coração, qual paiol de pólvora listo à detonação, quente e fumegante, é o coração humano. 


    E sempre perto deste olhar há também a ofensa dos que olham sem compartilhar; dos lisos sem atenção; dos ofuscados na escuridade da luz alheia. Moldar-se com os acertos errados alheios - risos - a educação caduca em quem aponta, na ponta dos dedos dos pais errôneos, humanos, covardes. As velhas crianças, despertas (apenas) nas extremidades da existência, somos nós, sem qualquer possibilidade de madurez ou ilusão, sem a educação sombria e preconceituosa dos adultos honrados pelas escaleras de algum feito irrisório e dinherista. 


    Oh, canso-me-de-mim, quero é ver gansos e apenas gansos com seus conjuntos de tendões de músculos da coxa que se inserem distalmente na tíbia, na extremidade proximal desse osso, na região anteromedial da perna chamada pata. 


    Patas deslizantes de gansos flotantes na água, 


    E rir.


    Ferrante & Teicher - In the rain


    img//Camile Sproesser

     

     

     

     

     



    Escrito por Camile Spring às 14h15
    [ envie esta mensagem ] [ ]



    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]